Apesar de muito comum, esse é um problema que aflige muitas mulheres que ficam constrangidas quando ele acontece durante o ato sexual ou prática de atividade física.

Flatulência vaginal, flatos vaginais ou o ‘barulho da vagina’ é causado pela saída de ar da vagina que faz vibrar os pequenos e grandes lábios, provocando um som característico, semelhante a flatulência intestinal, porém sem odor desagradável.

Em algumas mulheres ocorre a entrada de ar na vagina, devido a um relaxamento da musculatura pélvica e das paredes vaginais. Acontece também em determinadas posições sexuais, que permitem uma maior abertura da genitália feminina e quando o pênis entra na vagina, ele expulsa o ar armazenado fazendo um ruído.

Naquelas mulheres em que existe flacidez muscular, a cirurgia de correção do períneo e os exercícios que aumentam o tônus muscular, como o pompoarismo, podem ajudar.

A fisioterapia uroginecológica promove o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico através de exercícios específicos como exercícios de Kegel e uso de cones vaginais (você pode encontrar a orientação para usá-los aqui neste blog), e por meio de aparelhos de eletroestimulação e biofeedback. Com estes recursos, a mulher aprende a contrair o períneo o que reduz ou elimina a flatulência vaginal, além de aumentar a satisfação sexual. Mas é importante que os parceiros levem essa situação de maneira lúdica, pois ela é bastante comum.

Cones Vaginais

Cones Vaginais

 

 

 

No caso de acontecer durante a prática de atividades físicas, como yoga ou outras onde há grande variação de posições, os exercícios de fortalecimento da musculatura pélvica, associados a consciência de contrair a musculatura antes de fazer os movimentos que você sabe que podem favorecer a entrada de ar na vagina, eliminam o problema.

About these ads